sexta-feira, julho 03, 2009

STAND UP COMEDY



Há sempre alguém com queda para o humor. Portugal não é um país triste, é um país de tristes, de bobos. Manuel Pinho revelou-se como um comediante nato. Mas é pena que tenha saído do governo – numa estação de televisão não vai funcionar tão bem. De qualquer forma Pinho tem que ser colocado como o grande humorista nacional, que projectou o nome de Portugal além fronteiras (os cornos de Pinho fazem capa no El País de hoje). Mas Manuel Pinho não está sozinho, quero dizer: não actua sozinho. Sem a colaboração das bancadas do PCP e do Bloco de Esquerda, sem as suas preciosas deixas, Pinho não era capaz de efectuar o cume do político-humorismo nacional. Aliás os dois partidos acabaram a reivindicar os cornos. Gatos fedorentos, Brunos Nogueiras? Quem são esses perante a grandeza humorística de Pinho?

Sem comentários: